quarta-feira, 30 de junho de 2010





Mulher, nem ontem, nem hoje
Nem antes, nem depois
Nem passado, nem futuro
Nem pena, nem perdão
Apenas minha paixão
Mulher, nem dúvida, nem certeza
Nem alegria, nem tristeza
Nem cama, nem mesa
Nem lágrima, nem riso
Apenas, meu paraíso
Mulher, nem erros, nem acertos
Nem fim, nem começo
Nem brisa, nem furação
Nem prata, nem ouro
Apenas meu tesouro

Nenhum comentário: