sexta-feira, 17 de setembro de 2010


Eu desejo o pecado
Cometo crime e sou condenada
Tenho fé no perigo e aceito o castigo
Eu faço minha vontade e não ligo
Todo o meu erro é teu corpo
Que cobiço
Tua boca que é meu vício
Teu sabor de vinho tinto
Teu calor que atiço
Pode até ser um capricho
Talvez coisa de signo
Sou câncer e você,
Qualquer bicho

Nenhum comentário: